Páginas

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Visita A Pediatra e o 1º Tombo.



Hoje fomos a consulta do 8º mês com a pediatra, fora a zanga da Maria Helena, na hora de examinar, tudo ocorreu bem, ela está medindo 69cm, e pesando 8.560kg, a única coisa que tinha para questionar com a Drª, era sobre uma irritaçãosinha na mão , e na canela da Leninha, porém quando fui mostrar , já tinha desaparecido, que bom né, liberou também o feijãosinho na hora da almoço, achou ela super esperta, e muito "adiantada" para sua idade,  recomendou cuidado redobrado nessa fase, visto que ela já está querendo andar com as "próprias" pequenas pernas, ficamos conversando mais um pouquinho, sobre amamentação e alguns projetos super bacanas idealizados por ela, achei o máximo, e estou na torcida para que dê certo, por enquanto, segredo ainda, mozinho revelou a ela da existência do blog , e já deixou lá adicionado nos meus favoritos, fiquei super lisonjeada claro rsrs, essa foi a parte toda boa do dia, mas nem tudo foi foi flores por hoje.
Ao chegarmos a noite em casa, depois de ficarmos o resto da tarde na casa da minha mãe, a Leninha estava nos meus braços, e ficou se jogando pra ir para o chão, então fui deixar ela passear um pouquinho, eu sempre ali do lado, supervisionando tudo, porém, uma poeira fina no chão, e um milésimo de segundos foi o suficiente, e então puft, a Leninha cai de cara no chão , o sangue fugiu , a pressão baixou e eu não sei identificar o que senti primeiro, peguei ela o mais rápido que pude, e procurei logo sangue na boca, visto que os dentinhos estão nascendo, identifiquei um pontinho de sangue, corri para a pia, para lavar e dar um pouquinho de água gelada, e tanta coisa passou na minha cabeça ao mesmo tempo, incompetência  minha, trauma dela em não querer mais andar, ficar sem comer direito, e para finalizar as palavras da Pediatra ditas justamente hoje.
Nunca tinha visto minha pequena chorar tanto, soluçava não sei se só de dor, como também sentida, desgostosa, e lágrimas e mais lágrimas nos olhinhos já vermelhos, então o papai teve a ideia de dar um pouquinho de sorvete para tentar aliviar, e foi batata, não sei se pela distração do sabor, ou pelo alívio, na hora não pensei no açúcar, no chocolate , em nada, somente no alívio imediato, então passado alguns minutos de "entretenimento", ela esqueceu e logo começou a sorrir novamente, andar novamente, enfim nenhum trauma registrado até agora, somente agora to me questionando se deveria ter ligado ou não para a Pedi, não liguei, dei um pouquinho de paracetamol para ela, banho gostoso, uma dedera, e ela capotou , depois do banho verifiquei que , ela machucou não o dentinho, mas essa pelisinha que une o lábio a gengiva, está um pouco vermelho, ela tomou a dedera normal, não aparentando nenhuma dor, então fiquei mais "tranquila", vou esperar até amanhã, pra ver se vai está inchado, aí sim ligarei para a Pedi e ver o que ela indica,  pois é gente, o 1º tombo da minha bolinha vai ficar aqui registrado, e espero não ter outro para relatar aqui, de uma coisa tenho certeza, doeu nela e doeu muuuuuito em mim também, misto de incompetência, com descuido, mas vendo pelo lado racional, eu sei que não foi, eu tento ter o máximo de atenção possível, ando colada nela, mais escapou, foi realmente sem querer, e aqui vou ficando com um coração apertadinho, de uma mamãe de primeira viagem passando pelo primeiro tombo, restando muita aflição e questionamentos...
Merciana Amorim.

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Desmame Natural.


Pois bem, já passou um tempinho que aconteceu, mas não poderia deixar de "documentar" o ocorrido, o famoso e temeroso Desmame, por aqui aconteceu por livre e espontânea vontade da Leninha, pois é, eu não queria, fiquei triste, insisti , mas nada adiantou, queria amamenta-la pelo menos até 1 ano, como complemento claro, mas ela não quis, e me provou bem isso, com suas belas mordidas.
Tudo começou depois dos seis meses, quando foi introduzida as famosa papinhas, então eu amamentava ela sempre que ela ia dormir a noite e tirar os cochilos durante o dia, na hora do almoço, com a papinha, ela não quis mais na hora de ir dormir, quando acordava eu oferecia novamente e ela mamava uns 5 minutos e deixava pra lá, então eu oferecia sempre suco ou a fruta mesmo e ela devorava tudo, a noite na hora da janta, a papinha mais uma vez, em torno da 18\19 hs e quando ia dormir as 20\21 ela até que mamava bem, porém depois das 24hs, ela ficava acordando direto , mamava um pouquinho dormia , mais acordava logo em seguida, então resolvi introduzir o LA, e aí pronto ela começou a dormir bem melhor, só acordando 2 vezes em torno das 24 e das 4hs, só que ela começou a jantar um pouquinho mais tarde , porque estava dormindo até mais tarde, então ela começou a não querer mamar para dormir a noite, porque dorme relativamente cedo, não passa das 21hs, daí só acorda as 24hs e toma a dedera com LA, e só acorda lá para 4hs de novo, e assim foi se seguindo, todo dia eu tentava, oferecia, conversava, praticamente implorava, mais ela não quis e pronto final, nasceu os dentinhos e daí pronto, sua maneira de recusar se tornou mais do que convincente, as mordidinhas se instalaram, então eu me conformei e atendi a sua vontade, e entreguei os pontos.
Sei que tentei de tudo, ela mamou exclusivamente até os 6 meses, só comendo algumas frutinhas depois dos 4, então acho que ela conseguiu ter uma boa bagagem sim, frase dita pela Pediatra, porém senti que ela esperava sim que eu amamentasse até 1 ano, como tínhamos combinado, mais o "nosso" combinado, não foi o "combinado" dela, e ela quem dita certas regras e sobre o que comer e não comer, infelizmente não está sob o meu comando completamente. Vejo muitas mães reclamando que seus bebês não deixam de mamar mesmo com 2 anos e a luta imposta pra tentar "resolver" a situação, não sei se eu vivesse diferente do que vivi agora, me comportaria diferente, porém só podemos expressar o que vivemos a cada momento, e assim foi o meu, cheio de saudades e lembranças. Portanto assim ocorreu nosso Desmame Natural, dolorido acredito que mais pra mim do que pra ela rsrsrs.

Merciana Amorim.

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Nosso 7º Mês Foi Assim.


Olá mamis, futuras mamis e afins, eita que esse mês foi recheado hein meninas, a bolinha por aqui aprontou todas e mais um pouco, graças a Deus né?, agradeço sempre por todo esse trabalho que ela me dá, vamos para a listagem dos "aprontamentos" desse mês (claro que devo esquecer algumas coisas) :
- Deixou totalmente o mamasinho da mamãe aqui. (assunto pra outro post).
-Nasceu dois dentinhos em baixo, e um está apontando em cima.
- Adorou todas as papinhas introduzidas no início, porém agora já demonstra sua preferências.
- O leite artificial que está tomando é o Nestogeno com um pouquinho de Mucilon, sem nada de açúcar.
- Virou uma tagarela, já está com um roteiro de vários: papa, mama, bobo, nenê, dadá, titi e alguns ainda não compreensíveis.
- Tá uma verdadeira briguenta, vive brigando com todo mundo.
- Ama o anda-já , se sente a rainha da cocada, rodando pra todo lado, inclusive saindo para o quintal de casa correndo atrás de Leona.
- Abre todas as gavetas do armário, tira o que tem dentro e das duas uma, ou joga tudo no chão, ou come o que der, já tentou, caldo Knnor, orégano, canela em pó, caixa de fósforos e etc...
- Já reconhece rotinas como tomar banho, tomar remédio, ir passear, olhar para o céu quando perguntamos pela Lua.
- Está dormindo bemmm melhor, sonecas diurnas de até 1:30hs e a noite , no máximo as 21:00 (assunto detalhado em outro post.
- Adorou dormir de rede.
- Não consegue se arrastar, se joga para frente gerando quase sempre uma aterrisagem de cara, porém , já está ensaiando uns passinhos, (próximo post será sobre isso)
- Bate palmas que é uma beleza, é só começar os parabéns ou qualquer música , que ela começa a bater palmas.
- Faz uma dancinha linda ao começar qualquer música.
- Adora qualquer animal que se mova, e fica chamando os mesmos.
- Continua amando tomar banho, e trocou todos os seus brinquedos da banheira, pelos shampoos, sabonetes e condicionadores.
- Se tornou simplesmente alucinada pelo fluminense, é só o pai falar golllll do fluminense e ela olha para os quadros que tem aqui em casa, adoro os programas de esportes devido aos vários gollllllls.
- Fica quietinha assistindo Dora Aventureira e a ainda persistente Galinha Pintadinha.

Segue um videosinho como prova das palminhas, da dancinha e do tombo no final rsrsrs
video







Merciana Amorim.

domingo, 21 de agosto de 2011

Mais Uma 1ª Vez.


Pois bem mamis, futuras mamis e afins, na “cartilha” que li quando ainda estava grávida, acredito que “pulei” o capítulo sobre “ficar distante dos filhos por mais de 1 hora”. No final de semana dos dias 05\08 a 07\08 participamos eu e o maridão do Encontro de Casais Com Cristo, diga-se de passagem , muito proveitoso, e nos ajudou muito sobre a nossa futura educação da nossa filhota, o detalhe é que esse encontro foi de 3 dias, devido a isso deixamos ela lá na casa da vovó Beta, o encontro começou na sexta-feira as 19:30 voltamos as 23:00, ela já estava dormindo o sonho dos anjos, então resolvemos que ela ficaria, visto que no outro dia teríamos que levantar as 6:00, viemos com o coração já apertadinho, dormimos e passamos por lá as 7:10hs, ela estava dormindo, e nós demos um jeitinho de acorda-la de propósito, ficamos até as 7:20hs e fomos novamente para o encontro, durante todos os intervalos eu ia lá nas escondidas, e corria para ligar pra saber como ela estava, e sempre ouvia a mesma: Ela está ótima, brincando aqui. E eu feliz e triste ao mesmo tempo, de lá só viemos as 23:00hs, mortos de cansados e de saudades mais ainda, quando chegamos ela lógico, já estava no seu 5º sono, deixamos ela mais uma vez e fomos pra casa, levei sua fraldinha de pano que ela estava usando junto com a chupeta, passei a noite com ela, cheirando o tempo todo, passamos para vê-la no dia seguinte, já meio atrasados, mais não quis nem saber, ela estava tomando a “dedera” dela, e quando nos viu, pulou em nossos braços, não sabia para quem ia primeiro, era um vai e vem grande, e cadê a coragem de ir embora, sentir ela ali , juntinho de mim de novo, quentinha e toda cheio de dengo, foi uma verdadeira tortura ter que deixá-la, mesmo assim fomos, peguei uma camisetinha que ela tinha dormindo e levei junto comigo.
Já saí de lá, com os olhos pra lá de mareados, passei a manhã pensando nela, quando terminou  almoço, liguei pra casa da minha mãe, falei com a bolinha por telefone e segundo minha mãe ficava me procurando dentro do telefone, e ainda passou a manhã falando mamamamamama e papapapapa, aí pronto foi mesmo que ser uma facada rasgando o peito, abri minha bolsa e peguei a camisetinha dela, gente não resisti, caí num choro tão grande, que chega soluçava, e um montão de gente olhando pra mim, mas me entendendo, pois a maioria eram mães assim como eu, não tive vergonha nenhuma, chorei mesmo, ali amparada no ombro do meu amor, e ele me dizendo que ela estava sendo cuidada por um anjo, que era minha mãe, isso eu sei, tenho certeza que em melhores mãos ela não poderia estar, mas quem disse que o coração apertado tava nem aí pra isso, queria mais era voltar a bater normalmente, daquele jeito, que só estando perto dela pra saber. Recuperei as forças e me concentrei novamente, passamos a tarde e o encontro terminou as 19:00hs, voamos para casa para encontrá-la, e mais uma vez ela estava dormindo, fomos jantar e quando voltamos, ainda estava dormindo, não resisti e acordei ela, recebemos muitos abraços e muitos sorrisos, e apartir daí foi só matar a saudade, que até agora ainda não passou, nunca tinha passado mais do que 6 horas sem vê-la, então esse foi um teste e tanto para os nossos corações, mas sobrevivemos e espero nem tão cedo passar por isso de novo.
Merciana Amorim.

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Estágios e Sinais do Sono.


Como estou numa saga contínua para tentar fazer a Maria Helena dormir uma noite toda, ando pesquisando e devorando todos os livros e artigos possíveis que possam me ajudar de alguma maneira, uno o que acho mais interessante, a minha intuição materna ,e a rotina já estabelecida, vou citar aqui o que mais me chamou atenção:
Os Três Estágio do Sono:
Estágio 1: A Janela- O bebê não sabe dizer "Eu estou cansado", mas o demonstra claramente bocejando e exibindo outros sinais de fadiga. Ao terceiro bocejo, coloque-o para dormir.Se você perder essa oportunidade, ele começará a chorar, em vez de passar para o próximo estágio.
Estágio 2: A Zona de Sombra- Nessa etapa, o bebê exibe um olhar fixo e concentrado - ou, como costumo chamá-lo, o "olhar de sete milhas"-, que dura cerca de três ou quatro minutos. Os olhos dele estão abertos, mas, na realidade, ele não está vendo nada- ficou perdido em algum ponto indistinto da estratosfera.
Estágio 3: O Relaxamento- Agora o bebê se parece com uma pessoa que cochila no trem: ele fecha os olhos e a cabeça pende para frente ou para os lados.Quando parece ter adormecido, os olhos se abrem repentinamente e a cabeça pende para trás, sacudindo todo o corpo. Então, ele fecha os olhos de novo e repete o processo por cerca de três ou cindo minutos e finalmente mergulha no mundo dos sonhos.
Sinais do Sono:
Assim como o adulto, o bebê boceja e perde a capacidade de concentração quando está cansado.Durante o processo de crescimento, seu corpo se modifica e encontra novas formas de avisar que está pronto para dormir.
Quando o bebê conquista o controle da cabeça: Quando fica com sono, o bebê afasta o rosto dos objetos e das pessoas, como se estivesse tentando bloquear o mundo. Se estiver no colo, enterra o rosto no seu peito. Ele faz movimentos involutários, sacudindo os braços e as pernas.
Quando o bebê conquista o controle dos membros: O bebê cansado esfrega os olhos, puxa as orelhas ou arranha o próprio rosto.
Quando o bebê começa a conquistar a mobilidade: O bebê cansado perde a coordenação e o interesse pelos brinquedos. Se estiver no colo, arqueia as costas e inclina o corpo para trás. No berço, ele se acomoda em um dos cantos e encaixa a cabeça ali ou, então, rola para um lado e fica parado, porque não sabe rolar de volta.
Quando o bebê já consegue engatinhar e/ou andar: A coordenação é o primeiro aspecto a desaparecer quando o bebê esta cansado. Se tenta ficar em pé, ele cai, se estiver andando, tropeça ou bate nas coisas. Ele já adquiriu total controle sobre o corpo, por isso prende-se a um adulto que está tentando colocá-lo no chão. Ele fica em pé no berço, mas depois não consegue sentar-se, a menos que caia, o que frequentemente acontece.
Achei uma dica com muito fundamento, vou fazer um teste e ver se funciona, a dica é a seguinte:
Encha o tanque do bebê: Embora não seja nada sofisticada, essa expressão traduz bem a ideia: encher o estômago do bebê para fezê-lo dormir a noite inteira. Depois que o bebê já tem 6 semanas de idade, pode-se começar a introduzir a mamada  quantificada e aquela conhecida como a mamada dos sonhos. Primeiro, alimenta-se o bebê duas horas antes do horário de dormir, a  chamada mamada quantificada, e depois se oferece a mamada dos sonhos, antes dos pais irem para a cama. Por exemplo, você dá uma mamada ao bebê (no seio ou na mamadeira) as 18 ou as 20hs e a mamada dos sonhos às 22:30 ou as 23hs. Amamada dos sonhos deve ser dada, literalmente , com o bebê dormindo.Em outras palavras, você pega o bebê no colo, encosta a mamadeira ou o seio no lábio inferior dele e o deixa mamar, tomando o cuidado de não acordá-lo. Quando ele termina, não precisa fazê-lo arrotar, os bebês geralmente  estão tão relaxados durante essa mamada que não engolem ar. Não fale nada nem troque a fralda, a menos que esteja suja. Com essas duas técnicas de "encher o tanque", a maioria dos bebês consegue dormir durante a noite toda, porque tem calorias suficientes por mais cinco ou seis horas.
Fonte, O livro- Os Segredos De Uma Encantadora de Bebês- Tracy Hogg.
Agora só resta torcer para dá certo, e vocês que dicas já usaram e que acabaram dando certo ?

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Das Neuras Que Me Faltam.



Ai meu Deus , será mais um post polêmico? espero que não, rsrsrsrs, mais como DETESTO ser reprimida por qualquer tipo de coisa, vamos lá para as faltas de neuras que me seguem. Eu quando grávida, tinha um planejamento perfeito do dia a dia depois que a Leninha chegasse, mas me veio o maior tapa na cara , ela nasceu, e junto com ela , muitos dos meus ideais foram por ralo abaixo, tentei seguir ao máximo tudo que havia planejado, muitos mantenho até hoje, mas alguns fui deixando para trás, e vi que nem morri e muito menos a Leninha , com a falta de algumas dessas "coisinhas", olha gente, na verdade nunca suportei mãe com verdadeiro EXCESSO de frescura, atenção gente, to falando EXCESSO mesmo, para mim, tudo é válido desde que exista Bom Senso, portanto vou listar as minhas "ex" neuras, um clássico: ontem e hoje:
Sempre higienizava os seios antes das mamadas, depois do 4º mês, era só puxar a alça das camisolas.
Sempre deixava a chupeta fervendo por 5 minutos quando caía, hoje se tiver em casa, muitas vezes limpo na fralda dela mesma.
Limpava todas  as vezes na hora do banho, os ouvidos e nariz, hoje , apenas uma vez e se tiver algo muito "aparente".
Nunca colocava para secar as roupinhas dela expostas ao sol forte, hoje, com muita sorte tenho tempo em pleno meio dia.
Depois que ela começou a comer papinhas, sempre colocava o babador, hoje em dia, se suja ela e eu mais ainda.
Depois que ela começou a ir para o chão, sempre varria e passava o pano antes, hoje em dia, passo uma vassorinha e olhe lá, fica os pés pretinhos de poeira.
Não deixava ela nem chegar perto de Leona direito, hoje, ela alisa, bate, já levou até lambida da Leona.
Depois que começou a tomar mamadeira, deixava ferver os 5 minutos recomendados, hoje, ela já até tomou o leite só passada água e sabão.
Não tomava nem água gelada, hoje, já dei até umas colheradinhas de sorvete para ela.
Só dava banho quebrando a frieza da água, hoje , ela ama tomar banho no chuveiro e a água não é nada quentinha.
Sempre usava alcóol gel na mãos antes de pegar ela, hoje passo uma aguinha quando não estamos na correria.
Tentei deixa-la chorando um pouco no berço até dormir, hoje ela consegue ganhar uma batalha facinho.
Tinha receio de deixar outras pessoas pegar nela, hoje, rezo para aparecer alguém disposta a leva-la uns minutinhos.
Não pensava em colocar ela em anda-ja e chupetas, hoje, os vejo mais como aliados do que como imigos.
Pois é gente, passaria horas e horas aqui falando no que fomos e no que somos hoje em dia, eu já tive sim essas neuras e não em envergonho disso, se alguma mamãe que passar por aqui também tiver, não se encane, e nem desencane por conta dessa postagem, eu me dei tempo para tudo, e segui os bons e valiosos conselhos que me deram, e outros, entrou pelo um ouvido e saiu pelo outro, não deixei de ter "neuras" por ler, ou porque alguém me falou, fui agindo exatamente de acordo com as "nossas" necessidades e priorizando as delas acima de tudo, e assim estamos indo, perdendo alumas neuras e ganhando outras.
E que venham as opiniões rsrsrsrs


Merciana Amorim

domingo, 14 de agosto de 2011

O Escolhido.


Sempre imaginei o dia que seria mãe, e sempre imaginei mais ainda, o pai para o meu filho, criei biótipos, fantasiei estereótipos, sonhei acordada com esse príncipe encantado, que nem precisaria vir em um cavalo branco, contando que ele chegasse, tava tudo ótimo. E me apareceu você, escolhido não só por mim, tenho certeza, pois para vir tão "quase" do jeito que sonhei e desejei, não pode simplesmente ser acaso do destino, e eis que Deus me mandou você, para ser meu amigo, namorado, marido e o PAI para minha filha, você que tanto desejei, você que me deu o maior dos meus presentes, você que me provou que eu não perdi minha juventude, mais sim acrescentei muitas experiências, um "tantinho" cedo demais, você que me arranca um sorriso sem o menor esforço, assim também como as lágrimas de felicidade, assim te "rotulo" de "meu" escolhido.
E como se não bastasse você ser "meu" escolhido, você também veio para ser escolhido como o pai para os meus filhos, sempre tive plena certeza disso, você poderia não ser um maravilhoso marido, mais uma Excelente PAI eu tinha total convicção, e para minha grande surpresa, você consegue sim, ser os dois ao mesmo tempo. Senti que você seria um bom pai ao te dar a primeira notícia, porém tive certeza ao escutar sua voz, me dizendo assim que ela saiu de mim, o quanto ela era linda, e ali eu agradeci a Deus por ter escolhido você para realizar esse sonho. Depois que ela nasceu, você virou um outro homem, se tornando mais sensível, mais maleável, mais carinhoso ainda, mais dedicado, mais compreensível, mais ameno, mais amoroso, mais brincalhão, mais paciente, menos zangado, menos mal humorado, menos questionador, menos dorminhoco rsrs, enfim, você se tornou o PAI dos meus sonhos.
Você me agradece quase sempre, pelo grandioso presente que te dei, e principalmente por ter realizado seu maior sonho, mas hoje, nesse dia dedicado a você, eu que tenho e muito a te agradecer, pois esse sonho que vivo hoje, só está sendo possível, porque foi através de você, que ele se tornou realidade,  obrigado meu amor, pelas madrugadas acordando e  trazendo ela para mim, obrigado pelas muitas fraldas trocadas, pelos tantos banhos dados, pelas milhares de gargalhadas tiradas de um jeito que ela só faz com você, obrigada pelos olhares de cumplicidades tantas vezes trocados entre vocês, obrigada pelas horas dedicadas, pelas brincadeiras inimagináveis, pelo excesso de cuidado, pelos poucos "nãos" e pelos muitos "sims", enfim, muito obrigada simplesmente por ao ouvi-la chamando "papa", eu poder fechar os olhos e saber que será você  a vir em meus pensamentos, pois eu nunca desejei tanto que esse papel fosse feito por outra pessoa, e obrigada por ama-la mais a cada dia que passa, pois assim está refletido o nosso amor...
Parabéns Painho, e que venham os outros muuuuitos Dias Dos Pais em que irei agradecer imensamente a Deus , porque será você o rosto a que beijarei assim que amanhecer...
Te Amamos , Merciana e Maria Helena Amorim.

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Agora È Para Valer.


Já mencionei aqui uma suposta fase de dentinhos nascendo, mas não passou de um susto, porém agora , eles vieram com força total, mais uma vez, nariz escorrendo, por mais que 2 pediatras me disseram, que é pura coincidência, dentes nascendo não significam que tem de ocorrer algo "a mais", foi o nariz escorrer , um estado febril, e batata no outro dia o dente rasgou, e agora está vindo os dois de uma vez, graças a Deus não teve mais estado febril, apenas o nariz escorrendo um pouquinho, mas nada alarmante, graças a Deus, agora é continuar torcendo para que nada "demais" aconteça.
Está mordendo tudo que encontra até parede se deixar, mas não importa a consistência, ela está lá mordendo, porém está dando o maior trabalho ao papai, ela adora morder a orelha dele, e agora depois dos meninos chegando, tá meio difícil, foi a 1ª mordida e a lágrima vim no olho, se na mão já senti e muito, imagina na orelha, deixa eles mesmo se entender agora rsrsrs.

E com vocês mamães, aconteceu algo com os pequenos ?

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Ela Me Mata De Orgulho.

E só para deixar registrado aqui no cantinho, que é principalmente dedicado a minha pequena e seu momentos, e para quando ela crescer, poder entender tudo o que aconteceu conosco, antes e depois de sua chegada.
Pois bem, eis que hoje, minha bolinha bateu palmas e esboçou um tchausinho, pela primeira vez, ela está nos surpreendendo a cada dia, está tagarelando feito gente grande, aprendeu o "bobo bobo" vulgo vovó, e vive dizendo isso toda hora, vive dando umas risadinha curtas também, cirmou de querer viver "andando", claro apoiando-se nas mãos de alguém, como pode alguém que nem engatinha, já querer saindo andando?, ai ai,  cada coisa mais gostosa que a outra, não é porque é minha filha, mais as vezes ela me surpreende com sua "precocidade", e para finalizar vou deixar umas fotinhas linda tiradas esse mês de Julho:






segunda-feira, 1 de agosto de 2011

1 º Grande Susto, Ficando Trancada.


Pois é gente, por mais que tenhamos todo cuidado do mundo, sempre acontecerá um dia, algo que nos faça questionar o tamanho da nossa responsabilidade, e o pior, os outras também questionarão, eis que um belo dia, esse bendito 15\07\2011, ( eu sei estou atrasada rsrsrs) estava eu arrumando a cozinha, e a Leninha no anda-já, eu estava guardando algumas xícaras no armário, quando de repente uma delas cai no chão, aí já viu, vidro para todo lado, eu corri, peguei ela, tirei do anda-já e botei no carrinho, ela já ficou irritada com isso, juntei os cacos todos , olhando um por um, coloquei tudo numa sacola, e de imediato fui deixar no lixo lá fora, o portão da minha garagem, só abre por fora com a chave, eu pensando na rapidez do ato, não tirei a chave e fui deixar o lixo, eis que um safadinho de um vento contrário veio e fechou o portão, ao escutar o barulho meu coração gelou, e parece que a Leninha soube exatamente o que aconteceu, começou abrir um berreiro nunca visto, devido também ao DVD da Galinha Pintadinha ter travado, claro que para melhorar, tudo resolveu acontecer ao mesmo tempo né ?.
Nós moramos em um local meio afastado, só tem 3 casas na rua que moro, e uma delas mudam-se pessoas a cada mês praticamente, nunca conheci ou dirigi a palavra a alguém de lá, e a outra é uma menina que conheço desde a infância, morou no mesmo bairro que eu quando erámos mulecotas, e ela também foi mamãe quase na mesma data que eu, 2 meses de diferença,por sorte temos eles aqui, então eu saí correndo para casa dela, afim de pegar um telefone e ligar para o maridão trazer a outra chave para abrir, isso escutando lá da casa deles o choro dela, de uma coisa eu tive certeza, se eu passar mal e estiver sozinha com ela, graças a Deus dá para ouvir ela chorando sim, (vivia me questionando com isso, neura eu sei rsrs) liguei já esperando o esporro claro, contei tudo na maior correria e ele desligou o telefone na minha cara dizendo rápido que já vinha.
Graças ao meu bom Deus e todos os anjos da guarda, o marido da minha vizinha estava de férias e em casa, então ele veio aqui, pegou um graveto e começou a forçar a argola da chave, que graças a Deus saiu e escorregou para a mão dele, mas pensem aí, que isso tudo não passou de uns 7 minutos, mas pareceu a maior eternidade do mundo, eu do lado de fora, gritando e chorando feito uma louca, em um tom "quase" calmo , falando com ela , tentando conversar para ela saber que eu estava aqui, mas nada funcionava, aí sim era que ela chorava, quando finalmente entrei, ela estava tão vermelhinha e suada de chorar , que eu quase morri, abracei tanto ela e pedi milhões de desculpas, que acho que nem agradeci aos vizinhos na hora, dei água para ela e loguinho ela parou de chorar e já estava abrindo o sorrisão pra mim, em seguida, escuto aquele barulho de carro de corrida chegando, era o painho, não sei se mais preocupado ou bravo, bastou 3 palavras para eu cair no choro de novo, claro que sei que não foi culpa minha, e que isso poderia sim acontecer com qualquer um, mas me senti mal, descuidada, e fiquei magoada também, porque todos, ou quase todos, quando souberam do ocorrido, de certa maneira me olharam torto e me questionaram, além claro de citarem tudo que eu poderia ter feito, tipo:
Pular o muro: Acham que não pensei nisso ?, só que existe um "pequeno" detalhe, temos cerca elétrica e grampos cortantes no muro.
O vizinho pular: Também pensamos, só que existe minha "pequena" Leona, nossa Rotweiller, que estava enfurecida ao vê-lo tentando abrir o portão, imagina se o coitado pulasse.
Conversar com ela: Tentei e muito, porém quanto mais eu falava, e ela percebia que eu não me aproximava, mais ela chorava.
Chamar os Bombeiros para arrebentar a fechadura: Teria feito se não tivesse dado certo o truque feito pelo vizinho.
 Pois é, todos sabem o que fazer quando estão de fora, mas tudo bem, entendo que só pensaram também no problema resolvido de imediato, porém tudo isso serviu de lição, D-U-V-I-D-O eu sair de novo e não tirar a bendita chave do portão, me perdoe minha bonequinha, juro pra você que mamãe nunca mais vai te fazer chorar tanto de novo.
Merciana Amorim
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...